segunda-feira, 2 de junho de 2014

Heróis Nacionais - Jogadores ou Professores?

Vendo a TV nos últimos dias ouvi muito a expressão “heróis nacionais” e sua referência, que infelizmente, era aos “notáveis jogadores” da seleção brasileira de futebol. No mesmo momento que professores protestavam em frente ao hotel onde estavam hospedados os jogadores, digo, os heróis nacionais, a mídia fazia uma cobertura da saída do ônibus do hotel e todo aparato e segurança despendidos para sua passagem. Há, sim, os professores estavam lá! E assim foi percebido por todos que assistiam... Os heróis nacionais não eram os professores! Não pela mídia, e hoje também por grande parte da sociedade! O Governo vem trabalhando a bastante tempo para alcançar este objetivo. Mudar a cabeça das pessoas que aqui vivem, sua forma de julgar e protestar, sua forma de pensar. E claro, que a única forma disso acontecer era minando pouco a pouco a única classe de profissionais que pode mudar o pensar, o julgo, que pode tornar possível a reflexão! Heróis Nacionais são os professores! Os jogadores também apresentam os seus valores, mas isso nada tem a ver com heroísmo! Heroísmo é assumir o compromisso de educar num país que hoje tem números medíocres nos indicadores relacionados a educação! Heroísmo é entrar em uma escola sem recursos e se virar pra levar conhecimento com criatividade e coragem! Heroísmo é trabalhar 40 horas por semana em sala de aula e ainda levar trabalho pra casa (planejamento de aula, provas, pesquisas, etc). Heroísmo é ser professor, é acreditar que você pode mudar este País através da EDUCAÇÃO! A copa começa neste mês de junho, e gostaria muito que a torcida pelo FUTEBOL fosse igual a torcida pela EDUCAÇÃO! Futebol não muda um País, mas sim é usado muitas vezes por governantes como instrumento de manipulação de massa! Não sou contra o esporte, muito pelo contrário! O esporte é um dos instrumentos do educador! Esporte é saúde, é educação, socializa e inclui! Sou contra a desvalorização contínua daqueles que deveriam ser um dos profissionais mais importantes de uma nação, os Professores! Bom, a única pretensão deste texto é mostrar minha tristeza e indignação com essa realidade brasileira. Na verdade, penso que triste é a nação que precisa de heróis!



Até a próxima post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário